Filho de Jesuíno Alves da Rocha Loures e Francisca Ferreira Loures, nasceu no dia 13 de outubro de 1900 na cidade de Palmas, no Paraná. Concluiu o secundário no Ginásio Paranaense, em Curitiba, aonde chegara aos treze anos de idade. Provia seu próprio sustento, trabalhando no escritório de Marins Alves de Camargo e mais tarde, sustentava-se como funcionário concursado dos Correios. Cursou a Faculdade de Direito do Rio de Janeiro, diplomou-se em 1923 e atuou como líder político estudantil.

Já como advogado em 1924, continuou vinculado à Marins Alves de Camargo. Teve também breve passagem pela Magistratura, tendo exercido o cargo de juiz em Palmas e Clevelândia, abandonando para retornar à atividade advocatícia. Atuou na política e também no jornalismo, sendo redator do jornal “A República”. Casou-se em 1929 com Rachel Costa e tiveram nove filhos. Também em 1929 ingressou no Instituto.

Durante a década de trinta sofreu com o antagonismo político da época, tendo que viver em fuga. Foi presidente do Instituto dos Advogados do Paraná em 1937 e assumiu a cadeira de Ciências das Finanças da Faculdade de Direito da Universidade do Paraná no mesmo ano.

Na década de quarenta teve participação ativa na política do Paraná. Foi o fundador do jornal “O Estado do Paraná” em Curitiba. Foi Deputado Federal (1951-52) e nomeado Desembargador do Tribunal de Justiça (1952). Foi candidato derrotado ao Senado Federal em 1954. Faleceu em Curitiba no dia 11 de maio de 1986.